Cárie é uma doença infecciosa caracterizada pela desmineralização local do tecido dentário (esmalte e dentina) pelos ácidos orgânicos produzidos por bactérias na boca, especialmente a Streptococcus mutans. Essa deterioração se dá por meio de orifícios e lesões no dente.

Ocorre especialmente quando não é realizada uma higiene bucal de qualidade, propiciando o acúmulo desses micro-organismos e de alimentos que lhes dão energia, fenômeno que é chamado de placa bacteriana ou biofilme. Essa placa, quando não removida, também pode endurecer e formar o tártaro (cálculo dental), que irrita os tecidos gengivais e fornece ao biofilme um espaço maior para propagação e, assim, proliferação das cáries.

Os fatores que influenciam no aparecimento de cáries são: a obesidade, a grande quantidade de biofilme, o tipo de bactéria, a dieta do paciente, muitas restaurações, a presença de fissuras nos dentes, o fluxo salivar e sua capacidade tampão (que mantém a higiene da boca). Embora o consumo de açúcares também aumente a chance delas aparecerem, ele não é um fator decisivo se houver uma escovação adequada.

Como a cárie é resultado do ácido produzido pelos micróbios da boca, ela não é transmissível, mas suas bactérias causadoras podem, sim, ser transmitidas. A principal época de contágio é nos três anos de idade da criança, quando a criança ainda não tem anticorpos, e se houver um bom ambiente para os micro-organismos (pouca higiene), a doença pode se proliferar. Portanto, é importante evitar beijar a criança na boca e compartilhar talheres, além de manter sua limpeza bucal.

© 2017 - Clínica Max Túlio Desenvolvido por Em caso de emergências        (27) 98809-4315